segunda-feira, 14 de março de 2011

Bruna Surfistinha, o filme

Nos últimos posts andei comentando o quanto gosto de filmes biográficos e esse fim de semana resolvi ir assistir junto ao meu maridão o filme da Bruna Surfistinha.


Lógico que esse filme ia me despertar curiosidade, visto que a realidade da moça em questão é bem diferente da minha, mas pensando bem não é tão diferente assim, as igualdades existem por ser mulher que pensa e faz e por ser contemporânea quase da mesma idade(ela 26 e eu 23) e ainda por ser blogueira.

O filme me despertou atenção porque conta a história de uma garota de programa famosa, famosa porque tem um blog bem famoso, famoso por causa da sua falta de pudor ou por sustentar as taras alheias, assim como era o trabalho dela mesmo ou ainda por contar algo que aguça a curiosidade de qualquer um. Pensando bem acho nem existiria filme falando dela se o blog não tivesse repercutido tanto, foi o blog a causa principal da sua fama e do filme.

Voltando ao filme, a história começa com uma adolescente bem revoltada (que até tinha seus motivos, após ter descoberto que tinha sido adotada pelos pais) e resolve ser independente, assim como é o sonho de todo adolescente, e com coragem vai à luta. Pra sobreviver resolve se prostituir e parece que leva muito jeito mesmo pra profissão.

Quase não consigo entender por que a personagem é tratada como uma heroína sem ter salvado alguém. Será que foi a coragem de sair de casa? Será que a coragem de se prostituir?

Entendi que a Bruna Surfistinha, personagem que a gente vê como a prostituta, ou seja, a profissional que recebe as taras masculinas de diferentes tipos de homens, inclusive limpos ou sujos, não é só a Bruna Surfistinha(nome de guerra da zona), mas sim a Raquel, uma menina cheia de reflexões sobre a vida, que escreve diário e decide seu destino.

Ao mesmo tempo, não consegui esquecer as imagens de quantos homens nela passaram e como a prostituição é visto como algo sujo e submisso(contraditório como quantas ganham bem em submissão), fora da lei.

Assistam o filme, esperem dele pouco e verão o razoável para ter certeza que vale a pena assistir.

Segue o link do trailer: http://www.youtube.com/watch?v=8FKuCSA2c0U



"Transas enlouquecidas, surubas, muitos homens (e mulheres) diferentes por dia, noites quase sem fim. O que pode ser excitante para muitas garotas como eu, na efervescência dos vinte anos, para mim é rotina. É meu dia-a-dia de labuta"

Bruna Surfistinha

Hoje, a Bruna Surfistinha tem só 26 anos. O filme foi baseado em seu livro O Doce Veneno do Escorpião que se tornou um Best seller e foi traduzido para 15 idiomas.

Ok, gente, até o próximo.

Se cuidem!

quarta-feira, 2 de março de 2011

Bebê rindo à toa

Gentemm, esse vídeo é fofo.

É um daqueles clássicos vídeos de um bebê rindo à toa por rasgar papel.

Boas gargalhadas!


video

Valeu pela indicação Jana Lopes!

terça-feira, 1 de março de 2011

À Procura da Felicidade

Sempre que eu vejo alguém se destacando, seja bom ou ruim, eu penso no que aconteceu com aquela pessoa ou o que ela fez da vida para chegar até aquele ponto.

Não é difícil imaginar como a Lady Gaga chegou aonde chegou tornando-se estrela pop ou ainda como foi a educação de uma mulher que consegue ter seu bebê e após o parto colocá-lo dentro de um saco plástico e jogar pelo muro, mas saber com exatidão o que as levaram a esse ponto é extremamente curioso para minha imaginação.

Como aquela pessoa chegou ali? O que fez ser daquele jeito? Ou seja, EU AMO BIOGRAFIA.

Gosto de saber da vida das pessoas mesmo.

Aconteceu semana passada aqui no Brasil o lançamento do filme falando da vida de Justin Bieber, mas o que Justin já fez mesmo, hein? Ok, ele é mundialmente conhecido e tal, mas ele começou agora e aí já saiu um filme da vida do garotinho de poucos anos que teve uma fama bem tramada pelo capital. E agora ainda inventam que vão fazer filme de Restart, a banda colorida, eu não aguento.

É inquestionável o talento de Justin Bieber ou da banda Restart, quem gosta gosta e cada um tem direito de gostar do que quiser, mas eu que sou louca por biografias e histórias reais acho uma falta de respeito querer lançar filminho deles dizendo que é biografia. Vamos combinar que é no máximo um making off no que fazem no seu dia a dia.

Então, hoje indico pra vocês um filme que é repeteco na Rede Grobo, “À Procura da Felicidade”. Esse filme sim é emocionante e inspira qualquer pessoa a fazer o melhor da sua vida e continuar sonhando apesar das adversidades.


Segue link do trailer de À Procura da Felicidade: http://www.youtube.com/watch?v=QNSiAUwSRPE&feature=fvwrel

A qualidade do vídeo não está tão boa, mas razoável.


O filme conta com Will Smith e seu pequeno Jaden Smith. O filme é lindo, brilhante, surpreendente e faz a gente refletir bem sobre a nossa própria vida.

Quem sabe próxima semana eu possa fazer a indicação de outro filme biográfico falando mais sobre ele.

Quem sabe eu assista ao Never Say Never de Justin Bieber e possa comentar o que achei...

Besitos!!!